terça-feira, 28 de junho de 2011

A gratidão à vida amplia as dimensões do dia, estica o fio das horas. A neblina deitada sobre o lago é também a bruma que abraça a manhã. Eu olhando tudo sou também tudo olhando eu.

Nenhum comentário: